BEDA #15 - Óleo para o rosto



Oi gente! Tudo bem? Hoje trouxe alguns óleos naturais para você passar no seu rosto antes da maquiagem, antes de dormir, após o banho, como achar melhor!
 Esse tipo de produto é especialmente indicado para quem tem pele seca e sensível, pois oferece o benefício de não desengordurar excessivamente a pele, já pobre em lipídios. 
 O melhor horário para aplicar o óleo é à noite, para ele agir enquanto você dorme e também porque a temperatura costuma ser mais baixa.
 Você também pode colocar algumas gotas no seu hidratante facial e aplicá-lo com movimentos suaves. 
  “Sempre com as mãos e o rosto limpos, coloque duas gotinhas na ponta dos dedos e deslize pelo rosto em movimentos suaves, de dentro para fora. É importante espalhar bem o produto”, diz Silvia Zimbres. Se perceber que exagerou, passe um lenço de papel absorvente no rosto. 
 Óleos vegetais 100% puros NÃO entopem poros! 
'' De modo geral, acredita-se que a aplicação de óleo na pele e nos cabelos aumenta a oleosidade destes, mas isso não é verdadeiro quando se trata da aplicação de óleos vegetais puros. A sensação de excesso de oleosidade só ocorre com a aplicação de óleo minerais, estes sim oclusivos, ou seja, têm a propriedade de fechar os poros e evitar a penetração de água, daí a sua utilização em bebês, nas trocas de fraudas. O propósito de utilizar o óleo vegetal na pele é justamente o fato de ele integrar-se rapidamente ao manto hidrolipídico, aumentando a umectação da pele, mas sem ocluí-la totalmente. Pode-se dizer que os óleos vegetais se fundem à parte oleosa do manto hidrolipídico, contribuindo, assim, para o controle da perda de água transdérmica e para o fornecimento de ácidos graxos como fonte de energia para o meio celular. E, no caso da aplicação de óleo essenciais, estes se fixam nos óleos vegetais, sendo liberados lentamente para o sistema cutâneo. ''
 Pele oleosa pode usar o óleo ? 

Sim, pois o óleo não provoca a oleosidade, uma vez que sua fórmula exerce função adstringente, controlando o aspecto sujo e brilhante. Mas atenção: utilize este tipo de produto apenas durante o banho e enxaguando logo em seguida, caso não seja removido adequadamente pode levar ao entupimento dos poros e à formação de espinhas.


Óleo de Jojoba

Óleo nobre de elevada compatibilidade com a pele humana, o óleo de jojoba regula naturalmente a oleosidade da pele, possui ação de desobstrução e limpeza dos poros e das glândulas sebáceas. Trata-se de um óleo com toque seco peculiar o qual deixa rapidamente uma sensação de maciez aveludada e promove umectação sem acarretar sensação oleosa e pegajosa.



Óleo de Abacate

É um óleo denso, porém leve em termos de absorção, altamente compatível com a pele e de fácil deslizamento – caraterística que o torna excelente para massagens. Rico em vitaminas A, B1, B2 e D. Seu teor mais elevado em ácidos graxos está no ácido oleico, exatamente o ácido graxo mais abundante no corpo humano. Promove maciez e umectação duradoura com toque aveludado. São encontrados traços de minerais no óleo de abacate como potássio, fósforo, magnésio, enxofre, cálcio, sódio e cobre. A presença de tais elementos o torna ainda mais especial, pois os minerais são essenciais nos processos metabólicos de renovação celular.


Óleo de Rosa Mosqueta

Tradicionalmente conhecido por suas propriedades terapêuticas e pelo grande poder de regenerador. Rico em ácidos graxos poli-insaturados, promove a renovação celular da epiderme. É comumente aplicado em pequenas áreas ressecadas e pontos específicos de ressecamento (como lábios e contorno dos olhos). Prescrito por cirurgiões para cicatrização pós cirúrgica, diminui a probabilidade de formação de queloides.


Óleo de Argan

Rico em ácidos graxos monoinsaturados e poli-insaturados, possui grande concentração de ácido oleico e linoleico – ácidos importantíssimos na regeneração celular e proteção da pele. Estudos comprovaram que o óleo de argan atua na preservação da elasticidade da pele (Anon 2006 L’argan Maxi 09-15 Oct. p.14).


Óleo de aveia 

Excelentes propriedades de emulsificação, amacia, nutre e suaviza a pele, forte hidratação da pele, contribui para a melhoria geral na função de barreira da pele, propriedades de absorção UV, reconstrução da fibra capilar. 

Óleo essencial de Melaleuca

Se você sofre com acne, o óleo de Melaleuca tem como dar um jeitinho nisso. Com propriedades antibacterianas, pode ser aplicado diretamente nas espinhas, para secá-las. Também rola misturá-lo com mel orgânico cru, que ajuda na cicatrização da pele, ou com lavanda, que também é cicatrizante. Mas use com moderação, tá? Após ver os resultados, não é para mergulhar o rosto todinho no óleo – de jeito nenhum! Este é um óleo mais forte, então é bacana procurar ainda mais informações sobre ele e usar apenas em pequenas quantidades. 

ATENÇÃO 
Já na hora de usar, teste um pouquinho para ver se você não tem nenhum tipo de alergia, tá? Antes de aplicar o óleo, é importante que você limpe e tonifique a pele. Feito isso, pingue apenas duas gotas na palma da mão e aplique no rosto massageando com movimentos circulares. Caso você opte por usar o óleo durante o dia, aplique-o aproximadamente meia hora antes de quaisquer outros produtos, pois esse é o período que sua pele leva para absorvê-lo. Além disso, alguns maquiadores indicam os óleos como iluminadores para a pele e como removedores de maquiagens que são à prova d’água. 





Postagens mais visitadas deste blog

Testei: Mascara Plastica Reconstrutora Novex

Clarear o cabelo com violeta genciana!

Esponja de bexiga